06 de Agosto de 2009

...humildade rima com vaidade...

 

À medida que vou fazendo uma linha recta imaginária e toco intercaladamente com o dedo indicador de cada mão no nariz para o senhor polícia ver (quem me manda a mim, dizer-lhes a minha proposta de lei?), rebato no que me levou um par de horas de meditação.

A raça de cão Dálmata tem aquele aspecto malhadinho, não é graças à pigmentação do pêlo. Esse padrão tem uma razão de existir.

Durante o tempo de gestação, os pequenos cachorros levam tanto pontapé uns dos outros, que acabam por ficar com hematomas para toda a vida.

 

Eu creio que seria oportuno renomear as estações do ano, assim como fizeram com as sete maravilhas do mundo.

Eu já tenho um esboço que estou em condições de partilhar convosco em primeira mão.

Primavera passaria a ser Primabrio;

Verão passaria a Verouno;

Outono passaria a Outchim;

Inverno passaria a Tinhoso;

Dá ou não um tom de maior veracidade e transparência, coisa que não tem sucedido ultimamente?

 

Párra vus dêxarre tontes du cabêce, êste piquênhe parragráfe, êsta dêdicade a tôdus aquélos qui falã du manérre istranhe, cond vêem à Potugále prraticarre u fróncés.

Si non comprandêrrem, sigã em frronte.

Eu já adurri à mode e, dêvu dezêrre, que ê estrremumãnte facile. Baste jontar us lábiús e prronte!

Si non fezérrem assi, non von purcebérre nade.

No parragráfe suguinte, vôo vulter a falárre porteguêje come dev du sérre.

Párra passárre ou prrôcime assunte, tóde u munde façã atânçon à módance du linhe, de acorde? Vamus lá, miúdes...

 

Muitas pessoas que buscam a minha orientação meditativa, perguntam-me frequentemente qual a razão de a sociedade teimar em transformar o Homem, quando este já nasce puro e verdadeiro.

Eu frequentemente respondo que, o dia que deixasse de assim ser, seria o dia que faría qualquer gato que se preze, perder a motivação de se evadir de um cerco de cães.

 

E com este belo apontamento filosófico, deixo-vos.

Vou iniciar trabalhos de montagem de um parque aquático subterrâneo para toupeiras, utilizando para o efeito, a rede de acessos que elas próprias alicerçam.

escrito por centrodasmarradas às 00:53 linque da crónica
oh pá!!! c'est magnifique!
ppfffhhhh!!! então avec uns arrideux à lá fenetre, bá oui, hã !!!
LFcoimbra
LFCoimbra a 6 de Agosto de 2009 às 02:43
Como falar miquelense... Perdão açoriano. Porque todos os açorianos falam como se estivesse a conter a raiva de viver em S. Miguel
blayer a 10 de Agosto de 2009 às 05:13
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
16
18
21
22
24
25
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO