29 de Agosto de 2009

...uma da manhã, um murro, uma perna partida...

 

Nesta altura do ano em que o tráfego fluvial de gaivotas diminui, tenho andado a pensar seriamente em começar a calcorrear salas de espera para dar ânimo ás velhinhas hipocondríacas.

É um serviço sem remuneração, voltado somente para a prática do bem. Palmadinhas suaves e gentis na costa da mão da senhora e com voz calma e apaziguadora, digo pausadamente:

- Pronto, pronto, já passou. Conte-me então as suas maleitas...vá desabafe. Deite tudo cá para fora...

Sou apologista da ideia que o tratamento deve começar na sala de espera e não na sala do consultório. Deve-se preparar o paciente psicologicamente, para o que lá vem.

 

Tudo isto leva-me ao âmago, ao génesis, ao busílis da questão!

Imaginem a sala de espera de um consultório de um estomatologista legal português escolhido ao acaso.

É necessário arrepiar caminho para a criação de um plano hospitaleiro.

Um programa de Estado, em que alguém com formação em ocupação de tempos livres esteja presente nessa sala do taciturno consultório, a criar condições para distrair as pessoas (um Luís de Matos, porque não!?), ao mesmo tempo que mostra resultados excelentes enquanto no consultório em si, ouve-se a broca imitar na perfeição, uma rebarbadora.

Eu acho esta medida por mim avançada, crucial e oportuna.

Outra ideia também bastante audaciosa que me ocorre, é colocar um bar embutido neste tipo de consultório. E na hipotética embriaguez desmesurada do cliente e, de modo a providenciar ao mesmo um serviço fino e requintado, o preço deverá contar já com uma senha de transporte incluído para a deslocação ao domicílio.

Para uma melhor dinâmica, deverá até haver uma permuta pré estabelecida com uma praça de táxis.

Devo acrescentar que este último detalhe, revelar-se-ia bastante útil.

 

Na estreia da rubrica "Ainda não aconteceu, mas pode muito bem vir a acontecer, caso dê em moda aumentar o preço dos artigos no hipermercado", meditem no trabalho de casa que vos deixo.

Para evitar ouvir o tu-tu-tu intermitente da linha Saúde 24 e, em suma, não ter surpresas como o Bruno Pais teve no Triatlo com os juízes da organização, sempre que forem ás compras (e mesmo que escolham um hipermercado de maneira aleatória), façam a soma dos ítens adquiridos, artigo após artigo, antes de chegarem à caixa.

Evitem o uso inadequado dos veículos de emergência.

Já agora, é da meia garrafa de vinho tinto que bebi, ou a maçã reineta embebeda?

escrito por centrodasmarradas às 00:56 linque da crónica
Boas! vim só dar uma vista de olhos na diagonal, quando me deparei com este texto. Mais uma vez perfeito! Tb ) gostei do post do "multibanco" (ainda ontem tive o ímpeto quasi incontrolabilis " de espancar um azeiteiro qualquer que estava a ensinar a avó a utilizar o multibanco quase à minha frente - curiosamente tb só keria 10 euros para comprar tabaco e lanchar um croissant mal amanhado o que salvou a situação foi o facto de uma interessantíssima bifa " de aspecto nórdico, mas com um tipo de pele e uma tez perfeitos, quase similares a uma latina, me separar daqueles seres estereotipados que por motivos pessoais e imensurável hostilidade me separavam do meu cigarro e do meu croissant misto. O perfume interessante que habitualmente associo à mais alta casta de fêmeas de meia idade da nossa estimada cidade teve o condão de me dissuadir dos insanos instintos que me percorriam as veias e por breves momentos consegui sentir empatia pela velhinha e pelo neto; ou quiçá eventual burlão usurpador, e o monopólio da maquinonça deixou de me incomodar). Isto para dizer camarada de luta; estou contigo! manda mais, escreve mais e enaltece estas vidas triviais e caricatas que todos nós de uma forma ou de outra não conseguimos evitar viver. Abraço Man!
Bloga-MOS! a 3 de Setembro de 2009 às 02:46
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
16
18
21
22
24
25
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO