03 de Setembro de 2009

...chumbando seja o que for...

 

Caros adeptos fervorosos da agulha de tricot nº7, bem-vindos ao de hoje porque se fosse ao de ontem, nem vos conto.

Esperem só um minuto até eu descer deste pessegueiro.

 

Da mesma maneira que se leva uma chumbada por ter saltado a vedação à noite para ir caçar pêssegos, assim aconteceu na divisória das duas Alemanhas (a comunista e capitalista), a quem queria ver como era o pêssego do outro lado. A única diferença é que a chumbada alemã era maior e mais pesada, logo, mais eficiente.

Felizmente para o meu ponto de vista, em qualquer um dos feitos, só há uma maneira de o chumbo ser fatal. É necessário ser apanhado por ele. Para isso, o candidato terá de descaradamente insinuar-se o mais próximo possível da vedação por tempo suficiente e não fugir no último segundo. Caso contrário, não vale a pena o esforço.

 

Isto vem de encontro ao tema seguinte que é ganhar massa, ou seja, como aumentar o seu peso, comendo o mesmo e ter resultados visíveis logo após a primeira sessão.

Como o chumbo é um metal pesado, é fácil haver uma diferença significativa logo na primeira vez que subirem para a balança.

O número de sessões de chumbada é de total responsabilidade da pessoa. Depende do peso que a pessoa quer ganhar. O envenenamento expresso nos efeitos secundários, é tão verdade como o Homem ter ido à Lua.

 

O chumbo também é muito utilizado no mergulho, em aplicações colocadas no cinto para que o mergulhador se mantenha à profundidade desejada, sem fazer esforço.

Se se depararem com alguém no leito do mar com uma dose de chumbo à volta dos pés superior à considerada suficientemente aceitável, chama-se a isso sapatos de chumbo. Era muito usual durante a lei seca e praticada pela máfia.

É no ensino que encontramos outra das inúmeras utilizações do chumbo. Seja por culpa dos instrutores, seja por culpa dos instruendos, é normal haver quem fique chumbado.

Há quem chumbe à primeira (e isso é tudo, menos motivo de orgulho), há quem chumbe várias vezes (se a primeira não era motivo de orgulho, nesta muito menos), e há ainda, quem faça por chumbar.

Como podem constatar, quer no estado sólido, quer no estado líquido, o chumbo tem uma vasta utilização.

 

Fecho este artigo com um breve, bonito e comovente momento de música erótica pela voz de Luís Represas:

 

"Da próxima vez não vás

sem deixar destino, oh erecção."

 

...simplesmente fantástico...

escrito por centrodasmarradas às 00:47 linque da crónica
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
16
17
18
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO