14 de Setembro de 2009

...é só colocar uns mecos e está pronto...

 

Praticantes de apneia em água de banho gelada, simpatizantes da dislexia escrita e verbal, anonas.

Muito me honra a vossa presença e que oportuna ela é...

 

Assim como quando estou aflito para fazer uma necessidade de carácter líquido e já não tenho espaço de manobra para adiar mais, o mesmo se passa quando não consigo evitar por mais tempo uma ida a um centro comercial.

Neste shangri-la de amantes do ócio, encontram-se cada vez mais espalhados qual cogumelos, os postos de angariação de fundos, contractos de cartões diversos, telemóveis, etc.

E eu pergunto, porque não colocar os colaboradores deste género de serviço com coletes reflectores, bastões luminosos e sinalização específica, de maneira a que o fluxo de potenciais clientes seja afunilado e conduzido até à banca?

A partir daí, faziam uma triagem selectiva, passavam pela banca de medir a tensão, se estivessem fraquinhos davam alguma coisa para a banca da caridade, faziam um seguro de vida porque nunca se sabe e aderiam a um cartão de crédito.

Atendido que estava, o cliente era marcado com um carimbo. Desta forma, não seria necessária uma nova abordagem da próxima vez que surgisse no horizonte (fosse a sua adesão aceite ou não).

 

Podiam fazer a coisa de outra maneira. Observem o seguinte cenário.

Um representante de cada banca munido de uma arma de paint ball, cada uma a disparar balas de cor diferente das outras.

O cliente do centro comercial é largado ao abandono e entregue a si próprio. Começa a correr ao mesmo tempo que tenta esquivar-se das balas. De cada banca, só pode ser disparada uma bala por cliente.

Esta é mais uma situação ganha-ganha. Os colaboradores aprendem a descontrair no local de trabalho e dependem só da sua boa pontaria para ganhar a comissão, enquanto que por outro lado, muitas pessoas vão aprender a controlar por mais tempo, o esfíncter do ócio.

 

Por falar em vender o peixe ou gato por lebre, para os menos afortunados em relações do amor e que não conseguem relacionar-se conforme desejariam com o sexo oposto, para a próxima vez que forem abordados por aquelas colaboradoras com bom aspecto, que angariam ou impingem um inquérito, perguntem:

- Envolve uma saída a dois a um cinema ou a um concerto?

 

...pode ser o início de uma bela amizade...ou não.

escrito por centrodasmarradas às 00:36 linque da crónica
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
16
17
18
22
23
24
25
26
27
28
29
30
os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO