20 de Setembro de 2009

...venha mais aqui para a minha beira...

 

Caros concidadãos mandatários para assistir a mais um rebuscado lançamento da acendalha para a cueca alheia.

Saúdo desde já todos aqueles que, de uma forma ou de outra, por vontade própria ou por engano, se voluntariaram em prol deste serviço púbico...público.

Queiram então colocar-se encostados à parede. O nosso primeiro concorrente já se encontra preparado e de olhos vendados para efectuar o lançamento.

 

Por falar em estar ao quentinho, as paragens de autocarro são um bom local para encetar uma conversa e afastar o tédio.

São também boas no Inverno, naquelas manhãs geladas que convidam ao ajuntamento e busca do aquecimento humano para afastar o frio...ou roubar uma carteira. Mas isso só acontece quando o larápio não tem trocos para chegar onde quer, por isso, nada de alarmismos. Continuem a aglomerar-se nesses T0 envidraçados e metálicos e a procurar conforto.

 

Os parques de estacionamento são outro local propício a instalar uma converseta. Há muitas pessoas que, para conseguir dois dedos de conversa, chegam a ameaçar o carro traseiro com uma marcha atrás ou uma paragem prolongada até ouvirem uma buzinadela de aviso.

Lá está, quem o faça, consegue o seu objectivo pretendido, ser notado e alguém dirigi-lhe a palavra...ou sinal sonoro.

 

As salas de espera dos hospitais são um local preponderante à discussão da saúde em Portugal. À nossa saúde, que devo dizer, é a que interessa.

Esqueçam o ritmo copioso do tosse-tosse de um e de outro que estava mesmo à espera que alguém tossisse, concentrem as vossas forças naquele momento em que estamos todos a olhar para o chão a tentar disfarçar o incómodo, a disfarçar a vontade de perscrutar o que se passa no consultório do senhor doutor, a sentirmos as paredes a fecharem-se sobre nós.

É certo que também se fala de meteorologia nestas salas mas convenhamos, converge sempre para a saúde, quer se queira, quer não, na forma de maleitas como o reumático, a artitre, joanetes, ciática e afins.

 

Estão a ver o "teste do balão" executado pelos Senhores que Transitam na Via Pública sem Cinto de Segurança?

No exame de esforço pneumológico o bocal tem um diâmetro maior. É algo entre soprar e a insistência de inspirar e expirar de forma veemente. Os praticantes de mergulho serão os que melhor saberão o tipo de bocal a que me refiro. Demos graças por não haver desses espalhados pelas patrulhas nas operações stop...

 

Para terminar, o "Até Arrepia!" vem mesmo a calhar nesta altura em que ninguém fez mal a ninguém e todos são uns anjinhos.

Estão a ver a Betty Grafstein? Muito bem.

A "Manu" Moura Guedes? Fantástico.

Na votação que realizei à boca dos incêndios, a unanimidade ganhou por expressiva vantagem.

As duas são irmãs!

Reconheçam que a cara "marmorizada" denuncia-as sempre que saem da escuridão...

escrito por centrodasmarradas às 17:31 linque da crónica
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
16
17
18
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO