07 de Outubro de 2009

...estar vivo, é o contrário de estar torto...

 

Pintaram os olhos ou estiveram a beber vinho tinto até ás 3 da manhã!?

Estejam felizes por vos desejar um muito bom dia a todos sem excepção.

Como efeméride, destaquei o facto de fazer precisamente hoje um ano que foi dia 7 de Outubro...

 

E por onde tenho andado, poderão perguntar muitos famintos.

Ainda bem que me fazem essa pergunta, porque eu também gostaria de saber. Desde que acordei que estou a contemplar o interior de uma mala de carro e nunca mais fui o mesmo. A partir do momento em que abri as pálpebras e encontrei esta redoma metálica e "fungosa", tem sido um "vê se te avias" de desliza para a esquerda e desliza para a direita, consoante as curvas e as rotundas...monótono.

Pode acontecer a todos.

Tenho as minhas suspeitas e dou-vos já um conselho. Pensem sempre duas vezes, antes de optarem por uma viagem de baixo custo ou, desconfiem quando disserem que daqui até à Austrália, é um pulinho de pulga educada.

Mas já que aqui me encontro, gostaria de vos incutir o espírito perdido dos ancestrais Jogos sem Fronteiras e, no mais curto espaço de tempo, abrirem o belo porta-bagagens das vossas viaturas ligeiras assim que tiverem oportunidade, a fim de confirmarem que não se fazem transportar de alguma coisa fora do normal...estejam à vontade, eu espero.

 

(...)

 

(assobiando miseravelmente a "Cabana" de José Cid, contudo digno de um programa generalista de televisão "mais do mesmo")

 

(...)

 

Então, nada fora do normal? Bom, agradeço na mesma o vosso empenho e dedicação...boa vontade, não digo. Se continuo aqui, é porque não procuraram bem.

 

O porta-bagagens de uma viatura ligeira é essencialmente, um alívio e uma desilusão. Um paradoxo. Uma ambiguidade.

O porta-bagagens de uma viatura ligeira não é mais, senão aquele espaço oculto debaixo do tapete, para onde vai aquela migalha que o aspirador falhou em recolher e só reparamos nela, após a sala limpa.

O porta-bagagens contribui de certa forma para que durmamos tranquilos, tudo porque há quem recorra a ele, quando já não existe espaço livre no porta-luvas ou outros compartimentos diversos no habitáculo.

Há ainda quem o trate como um santuário. Eu não, credo!

Trato-o como ele gosta de ser tratado. Transporto desde sacos de batatas a garrafões de vinho! Droga, não! Ouvi dizer que é ilegal o transporte e consumo.

A não ser aquele dia em que transportei uma embalagem de pastilhas para a garganta. Mas acho que a isso chamam drogas leves e quanto a essas, não há inconvenientes.

Enfim, o que interessa é que devem passar uma imagem ao vosso porta-bagagens, de que é um porta-bagagens útil, prioritário e uma peça fundamental nas vossas viagens diárias.

Mas em que é que isso contribui em prol da minha evasão deste lugar cativo? Nada! Absolutamente nada! Zero!

Da mesma maneira que alguém se coloca dentro do tambor de uma máquina de lavar roupa, também uma garrafa de litro e meio de água (se provida de sentimentos), estará concerteza solidária nesta conclusão que deliberei, após algumas dúzias de deslizar para a esquerda e outras quantas para a direita.

Esta estrada tem rotundas a mais...

 

Para finalizar e por estimar o meu fiel rebanho, acautelem-se porque hoje na meteorologia deu chuva de estupidez para todo o país a partir das primeiras horas da madrugada.

Amanhã durante o dia, se virem alguém a usar jardineiras com as alças caídas, não estranhem. Já sabem quem se molhou...adiante, considerem-se avisados.

escrito por centrodasmarradas às 23:33 linque da crónica
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
27
29
30
31
os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO