03 de Dezembro de 2009

...cá se fazem, cá se estragam...

 

Meus distintos fiéis.

Constou-me que por aí, certas vozes em surdina referem, que neste centro não há momentos culturais suficientes.

Valendo-me da imunidade que este brasonado espaço me concede, resolvi não recorrer ao contraditório, mas sim organizar uma busca e perseguir esses bastardos. Dão-se também alvíssaras a quem delactar o maior número dessas...criaturas abjectas.

 

Por enquanto e enquanto não chegam boas novas da captura que julgo eminente, vou defender a castidade nívea deste shangri-lá do conhecimento com mais uma grande entrevista a um contemporâneo vulto da nossa sociedade.

Tenho diante de mim nesta jangada salva-vidas, nada mais, nada menos, senão o inigualável Prof. Dr. Abílio Silvio, pretendente ao estatuto de escritor/historiador/antropólogo doméstico.

- Prof. Dr. Abílio Silvio...

- Pode tratar-me só por Prof. Dr., aliás são os meus dois primeiros nomes como pode constatar neste cartão de débito.

- Certo...Prof. Dr., fale-me do seu percurso.

- Bom, eu costumo andar de cacilheiro, mas o meu sonho sempre foi nadar com os golfinhos. Ora isto levou a que voluntaria e impulsivamente, me atirasse e me juntasse a um grupo destes delfinídeos. Uma coisa leva a outra e até atirarem-me a jangada em que nos encontramos, foi o tempo que leva a desaparecer o dinheiro de um banco privado português.

- Muito bem Prof. Dr., é sempre bom partilhar momentos da nossa vida e lutar por aquilo que nos faz ir mais além, mas eu referia-me mais ao percurso profissional que fez até aqui.

- Ah, bom! Nesse caso respondo-lhe que a criação do meu livro tem ocupado nestes últimos anos grande parte do meu tempo, aliás devo informar em primeira mão que sairá muito em breve.

- Folgo em saber! Isso é bastante positivo para o Prof. Dr.! De que trata o livro?

- Ainda só passei o título para o papel...

- Como assim!? Disse que sairá em breve!

- E sairá! Da minha cabeça, quero dizer.

- (bonito) E o título é?...

- Quim.

- E trata de?...

- Passa-se na altura da Idade Média. É uma história empolgante de amor, ódio, raiva, homicídio! Tudo gira em torno de um pobre agricultor chamado Quim que vê a sua devoção e a de seu irmão Adel que cuida de gado, serem postas à prova pelo seu senhor feudal. Desde o início, Quim repara que o feudalista prefere a entrega do irmão e no fim, o que posso adiantar, é que vai haver sangue, suor e lágrimas!

- Parece-me mais uma adaptação da história da Bíblia...diga-me Prof. Dr. ...Deus, Velho Testamento, Génesis, Caim matar Abel por raiva e ciúmes, isso diz-lhe alguma coisa?

- Nunca ouvi falar.

- Estou a ver...Prof. Dr., uma última pergunta. Qual a distância entre Cacilhas e o Cais do Sodré?

- Bem, assim de repente...Espere! O que está a fazer!? Mas...

 

Caros fiéis, enquanto o inigualável Prof. Dr. Abílio Silvio, pretendente ao estatuto de escritor/historiador/antropólogo doméstico percorre a distância de dois quilómetros entre as duas margens, com ou sem ajuda dos golfinhos, eu vou aproveitar para ir até casa com esta jangada salva-vidas, pela qual começo a nutrir uma certa afeição...é extremamente confortável.

escrito por centrodasmarradas às 23:47 linque da crónica
A nado? Sempre pensei que os antropólogos sabiam voar.
blayer a 5 de Dezembro de 2009 às 20:27
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
18
20
21
22
24
25
27
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO