08 de Dezembro de 2009

...quando a cabeça não tem juízo, o gordo é que paga...

 

Sofredores de cólicas matinais, dependentes de ansiedade crepuscular, girassóis.

Eu, como é apanágio nas minhas idas à rua em passeio, não prescindo da minha cama com rodas nestas andanças vespertinas.

A G.N.R. não me mandou parar talvez intimidada pelo ostentoso capacete de viking, portentoso escudo erguido no antebraço e música de Wagner...talvez tenha sido isso...

 

O que fazer quando luzes se dirigem para nós e temos de ter mais poder de reacção, que um coelho no meio do asfalto?

Inspirado num acontecimento recente e fazendo tudo para não roçar o abutre plagiador, resolvi fazer o bem pela nossa sociedade de transeuntes, submetendo a minha meditação a exercícios físicos madrugadores no exterior.

Como sabem, só aceito a orientação de alguém com mais formação que o padeiro das cinco da manhã (que é um bocado rato porque os pães estão cada vez mais pequenos), e o que de melhor existe em formação intensiva.

Para o efeito, desdobrei-me em tentativas de contacto com o faroleiro do mais velho farol construído para esse fim, mandado erigir na barra do Porto pelo bispo D. Miguel da Silva, algures nos começos do séc. XVII.

Disseram-me que o faroleiro já tinha morrido e que, mesmo assim, não estava disponível. Totalmente inoportuno, devo acrescentar.

Esgotada a hipótese de ter o melhor dos melhores esquivadores ao poder das luzes, decidi-me pela segunda escolha (o próprio espírito do bispo D. Miguel da Silva), que recusou quando soube que era a segunda escolha...gentinha mais sensível...

O terceiro potencial orientador estava numa feira erótica com o quarto, o quinto, o sexto...até ao vigésimo, vá lá...(suspiro)...

De todas as individualidades credíveis que poderiam de facto fazer a diferença, restou-me o mui líder militar General Morteira Suplício, reformado de 86 anos de idade, veterano de guerra pelo exército e que ter-me-ia levado a melhor na sua fuga, não fosse eu ter antecipado a sua jogada e estar neste momento sentado na sua cadeira de rodas.

- General Morteira Suplício, sinto-me honrado.

- Espero que a cadeira esteja confortável!

- Então, General!? Olhe a postura.

- Postura!? Qual postura? Estou deitado no soalho frio, de barriga para baixo, desde que me atirou da cadeira!

- Isso é irrelevante. Os fins justificam os meios. Sem sacrifício, não há vitória, sem...

- Sem paciência nem idade para isto!!

- Mau! Olhe que eu piso-lhe a algália!

- Que raio quer de mim, afinal!?

- Ainda bem que finalmente pergunta. General Morteira Suplício, o que fazer quando as luzes se viram para nós e temos de ter mais poder de reacção que um coelho no meio do asfalto?

- O quê!?...Não sei!...

- Ora General, então? Consegue fazer melhor que isso! Afinal, o General foi um "rato do capim" em Angola.

- Guiné-Bissau!! Eu estive na Guiné-Bissau, homem!!

- E não havia capim na Guiné?

- Claro que havia capim!

- Então agradeço-lhe que não me volte a interromper com pormenores patéticos e responda à pergunta, ou piso-lhe ternamente o saquinho da urina até ficar com uma bexiga de seis meses.

- Deve desviar-se! O homem deve desviar-se, com a breca!

- Supondo que o homem vai de costas para as luzes?

- Eu juro que...

- Supondo que o homem vai inserido num pelotão. Isso constitui um problema?

- Enfermeira!!

- Bom, a hora da visita parece finda e eu também dou por concluído o inquérito. Vou deixar o General descansar e recuperar. Sinta-se livre de subir novamente para a cadeira assim que quiser, General...

escrito por centrodasmarradas às 15:57 linque da crónica
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
18
20
21
22
24
25
27
28
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO