28 de Janeiro de 2010

...galinha à borda por pouco dinheiro...

 

Saudações a todos.

Antes de mais, gostaria de dizer que sou a favor da masturbação e que corto as unhas das mãos sem a ajuda de um utensílio idealizado para o efeito.

 

Afinal, que não, que não e sempre existem vampiros em Portugal. Tanto assim é e devido à população ser tão vasta, que a SIC e a TVI produziram cada uma, a sua série sobre esta estirpe.

Tendo eu, uma determinada vez durante uma incursão à Amazónia, corrido perigo de vida aquando de um ataque premeditado de um gigantesco bando de Culiseta Longiareolata do tamanho de Bicos-de-Lacre, uma entrevista a um único vampiro não iria decerto constituir grande motivo para temer pela vida.

Encontro-me no Solar da Avessada, comigo tenho Almerindo Menarca, Grão-Chefe da Casa de Cabidela e fundador da Confraria do Pingo de Sangue.

- Grão-Chefe Almerindo Menarca, agradeço-lhe desde já a disponibilidade que me concedeu. O que lhe apraz dizer sobre a Casa de Cabidela?

- Bom, a Casa de Cabidela foi constituída ainda eu bebia leite de cabra morninho. Lembro-me certa vez de a minha mãe (que era humana), andar ás voltas na cozinha sem saber o que fazer para o almoço e confidenciar-me que o paizinho (que era vampiro), precisava de qualquer coisa para comer antes de sair para o trabalho. O paizinho estava com tanta pressa que despejou o copo de sangue para cima do arroz de coelho, de modo a ganhar tempo. A mãezinha, vendo o que o paizinho tinha feito à refeição preparada com tanto amor, disse "ai que deste cabo dela!"...e foi assim que nasceu o "arroz de cabo dela", mais tarde, "arroz de cabidela". O sucesso começou a verificar-se em almoços e jantares de família até que mais tarde, a pedido de várias famílias de vampiros, concretizou-se a Casa de Cabidela. Tem sido um imensurável sucesso. Desde 1784 que está aberta sem paragens, de 2ª a 5ª Feira, após o pôr-do-sol e até ao nascer do dia...um pouquinho antes, talvez. Não quero que nenhum cliente se descuide!

- Muito bem , mas o arroz de cabidela também superou as suas expectativas ao ser adoptado pelos mortais...

- Devo dizer que sim, não o nego. Porém o nosso é bastante mais frutado e com hemoglobina mais rica por ser, como compreenderá, feito com sangue humano.

- Claro. Já a Confraria do Pingo de Sangue advém de que contexto?

- Houve a necessidade sentida de espalhar a gastronomia. E todos sabemos que Confrarias são como lagartixas nas cuecas de um contrabandista, em pleno controle de segurança no aeroporto da Nova Zelândia.

- Certo. O que me diz acerca da escalada repentina de séries e filmes sobre vampiros?

- Olhe, ainda bem que fala nisso! Mas será que o circo chegou à cidade!? Pelo amor da sanguessuga! Mas que raio de saltos são aqueles!? Parecem mais pulgas atadas a um yo-yô que vampiros! É ridículo! Uma afronta, digo-lhe eu!

- Acalme-se, sr. Almerindo Menarca. Atente à sua idade avançada, por favor! Beba mais um pouco desse ARh- de 76.

- Tem razão...então e o arrozinho está bom ou não?

- Do catano...

escrito por centrodasmarradas às 11:59 linque da crónica
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
15
16
17
18
19
21
22
25
26
27
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO