26 de Fevereiro de 2010

...mais vale tarte, do que nunca...

 

Hoje é dia de passeio, o que significa que sobre o signo "PASSATEMPOS QUE SE ENGLOBAM NA TRADIÇÃO PORQUE, SE NÃO FOSSE ISSO, SERIA PURAMENTE ESTÚPIDO ORGANIZAR COISAS ASSIM", vim até ao vale situado no fundo da escarpa presenciar tal acontecimento, que junta milhares de aficionados e praticantes.

Existe uma vasta panóplia de actividades que convidam ao convívio e à troca de números de telefone de outras pessoas ou mesmo aleatórios:

> Tiro ao Político Sacrista;

> Lançamento da Pedra à Gaivota (na qual sou lançador federado);

> Sopro à Desgarrada do Tufo de Pêlo de Coelho;

> Identificação Simplesmente Pelo Grito de Pseudo-Individualidades, Após Administração de Ferro de Queimar Leite-Creme em Brasa;

 

"Tiro ao Político Sacrista"

Nesta actividade, a crueldade está apenas presente no nome. O político está atado a um poste, somente ornamentado com uma fralda em tecido género serapilheira e com formigas vermelhas no seu interior.

À medida que grita, ri ou balbucia monosílabos diversos, é disparada uma mini couve de Bruxelas à sua zona púbica.

 

"Lançamento da Pedra à Gaivota"

(devido a ser uma actividade sobejamente conhecida e reconhecida, vou passar à frente)...

 

"Sopro à Desgarrada do Tufo de Pêlo de Coelho"

Esta actividade já desfez longas amizades, uniu casais, divorciou outros, enfim, convívio. Consiste em ter duas pessoas unidas por algemas que não podem lavar a boca antes do início da prova (há um elemento do júri especialmente destacado para averiguar o hálito dos candidatos...que participa só nesta prova). Os dois intervenientes terão de posteriormente cada um, ingerir dez dentes de alho e duas cebolas médias cruas. De seguida, outro elemento do júri sobe a um escadote, solta por cima da cabeça dos participantes um tufo de pêlo de coelho que os mesmos irão soprar intercaladamente um para o outro, sem que possam deixar o referido objecto em questão, chegar ao solo. Esta actividade tem tendência a durar mais ou menos tempo, consoante a variação e força do vento.

 

"Identificação Simplesmente Pelo Grito de Pseudo-Individualidades, Após Administração de Ferro de Queimar Leite-Creme em Brasa"

Admito, é uma das minhas actividades preferidas.

Logo de início, todas as pessoas presentes no recinto são informadas previamente para não estranharem a presença de alguém vendado com um ferro de queimar leite-creme em riste vaguear, tacteando o caminho pela frente e uma outra encontrar-se atada, vendada e abraçada a um poste. Após os olhos devidamente vendados, o practicante terá de descobrir quais são as pseudo-individualidades, recorrendo somente à sua capacidade auditiva e ao seu poder de associação. O bonito e mesmo poético desta actividade, é a pseudo-individualidade estar também de olhos vendados para afastar o compreensível pânico e o consequente grito desnecessário, que poderá possibilitar a orientação precoce do detentor de ferro em brasa.

 

O bilhete do recinto é uma pechincha, se comparado com o divertimento proporcionado. Vale a pena, acreditem...

escrito por centrodasmarradas às 20:06 linque da crónica
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
18
20
21
24
27
28
os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO