30 de Maio de 2011

...nem o pai morde, nem a gente almoça...

 

Terão frases como "ou comes os teus vegetais, ou levas uma surra" e "a quanto fica este vibrad...pepino?" caído por terra!?

Escherichia Coli Enterohemorragica (EHEC), é o nome da bactéria responsável pelo recente alerta para um estilo de vida menos vegetariano.

Aqueles que se dediquem a ingerir pepinos, tomates ou alfaces crus que tenham passado pelas "mãos" dela, acabam por sofrer um efeito mais agressivo que ingerir inadvertidamente um iogurte de ameixa deixado aberto fora do frigorífico.

Assim como a flora intestinal precisa de ser regularmente limpa, também o tampo de uma sanita necessita dos seus cuidados de higiene, de forma a deixar o nosso esfíncter anal imaculado, livre de parasitas e fungos mil.

Após um considerável periodo dedicado à organização estratégica da táctica, escolhi a casa de banho de um centro comercial (onde centenas de traseiros descansam, procurando uns momentos de alívio), como sendo o local mais propício para entrar em contacto com a referida bactéria.

 

Coli:

- Eu não troco impressões. Não primo pelo contacto físico, a não ser que esteja devidamente esterilizado e antes que surjam dúvidas quanto ao nome, deixe-me que lhe diga que sempre gostei do bicho. Daí o nome Coli. Pode tratar-me por esse nome.

 

Especialista do Centro:

- Colie, a cadela de Hollywood?

 

Coli:

- Não. Coli, os collants opacos da sua mãezinha. Claro que sim, a cadela!

 

Esp. do Centro:

- Peço desculpa.

Coli, a pergunta pela qual todos anseiam uma resposta é "porquê vegetais espanhóis"?

 

Coli:

- Bom, Portugal anda em eleições e a política dá-me náuseas. O mais incomodativo foi que, onde quer que me tentasse refugiar, lá estavam os seus profissionais!

Mas não bastam os bombos nas arruadas, também se tem de levar com eles a toda a hora!? É que conseguem ser mais chatos que um operador de call-center!

 

Esp. do Centro:

- E Espanha?

 

Coli:

- Então fui andando, andando, o barulho dos bombos foi ficando cada vez menor e quando olho à minha volta, qual não é o meu espanto de me ver em Espanha numa macrocultura intensiva de hortaliças. Só por volta da hora a que começa normalmente o tempo de antena, é que consegui acalmar os nervos de tanto batuque e memórias visuais do "Paulinho das Feiras".

Mesmo assim vomitei tanto ou tão pouco, que era capaz de fazer um sistema de rega por aspersor de uma dessas culturas parecer uma Maitê Proença a cuspir.

 

Esp. do Centro:

- Planos para o futuro?

 

Coli:

- Já que limpei o organismo a muita gente e mesmo a vida a alguns, vou aproveitar o embalo para ter umas aulas de flamenco e de guitarra...

escrito por centrodasmarradas às 19:55 linque da crónica
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO