14 de Julho de 2009

...como 0.0 !?? sr. guarda, eu bebi 20 litros de cerveja!...

 

É só um exemplo.

De certeza, já vos aconteceu uma vez na vida, dizer a verdade e mesmo assim, haver quem duvide.

Se não vos aconteceu, têm a minha permissão para sair mais cedo e ir atravessar a passadeira de uma rua agitada. Escolham a que tenha sinal verde para a circulação automóvel.

 

Aconteceu-vos pela segunda vez?

Não temam.

Digam sempre a verdade. Dizer a verdade não custa.

Mesmo que isso vos faça sentir um pouco desprotegidos ou desconfortáveis.

Mesmo que considerem estar a expor mais do que deveriam, que considerem ser um momento menos próprio ou, de uma forma ou de outra, se sintam pouco à vontade.

Mesmo que antevejam que não vos vai valer de nada, que isso vos leve a afirmar "a sério, é a verdade".

 

O que custa, é desabafar a mais nívea das verdades e depois, acontecer uma de duas coisas.

Ou afagam-vos o pêlo entre as orelhas enquanto dizem "lindo menino! agora vou lançá-lo para mais longe!", ou então, acham a vossa verdade tão bem elaborada, que mais parece uma mentira.

 

E é aqui que surge o busílis da questão.

Qual o propósito?

Qual o significado?

Afinal de contas, de que serve sentirmo-nos bem sempre que dizemos com sinceridade o que nos vai na alma, se aquela pessoa que estimamos acha que estamos a mentir, ao mesmo tempo que nós temos plena consciência que estamos a dizer a verdade!?

 

Tudo tem a ver com o demonstrar áquela pessoa a quem contamos a verdade, que merece que não se lhe minta.

Que aquela pessoa é tão importante, que até lhe contamos a verdade e não temos qualquer receio de o fazer!

 

...(momento de pausa para relaxar...posição de lótus...fechar os olhos...nhóinhóinhóinhóinhóinhóinhóinhóinhói...inspira...expira)...

 

A verdade "verdadinha", é que tudo isto, faz-me considerar a hipótese de deixar de hastear a bandeira da verdade.

E em verdade vos digo também, que esta desconfiança sem razão da parte de uma pessoa que estimamos deixa-me inquieto, contudo, de mãos atadas. E tudo por dizer a verdade!? É injusto!

 

Deixo-vos agora, um exemplo sacro.

O que é que aconteceu ao Vosso Senhor Jesus Cristo por ter espalhado a sua verdade e o que é que ele ganhou com isso?

Eu digo-vos. Foi crucificado!

Vou eu chegar a esse ponto?

Não me parece...eu não caí do Céu.

 

Já a seguir, não perca a perspectiva do mundo de amanhã, através do olhar de um mimo...

escrito por centrodasmarradas às 06:21 linque da crónica
Outra forma de ganhar credebilidade é ser um individuo peculiar realizar acções e tomar atitudes que posam parecer estranhas, desajustadas ou até desnecesárias (mesmo que não o sejam).
Quando se espera que alguém faça tudo, então tudo é possivel (logo não há razão para duvidar)
blayer a 15 de Julho de 2009 às 03:13
Pois... encontramos sempre os "espertos", que são tão "espertos" que concluem que os estamos a tentar enganar! Contudo, não os enganamos!! Pois (de espertos que são), não se deixam enganar...:

_ Tá bem, tá. Ó pá, a mim não me enganas! O livro que andas a ler, fui eu que o escrevi.

!!!!!! Um gajo destes, nem ler em condições deve saber (no máximo reconhece letras e algumas palavras), quanto mais escrever?!!

Estes são aqueles, os verdadeiros, a quem... Com a verdade SE enganam!!!

Um abraço!
Gemini a 17 de Julho de 2009 às 10:36
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
15
16
19
21
27
29
30
31
os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO