31 de Maio de 2009

SÃO FILMES, SENHOR. SÃO FILMES.

 

Enquanto tentava chegar com o dedo grande do pé esquerdo ao lóbulo da orelha direita, eis que surge mais uma dúvida deveras pertinente.

Caso estas condições climatéricas continuem a verificar-se, terão também os pirómanos florestais direito ao fundo de desemprego?

É que torna-se difícil singrar num país onde, de três em três dias, o tempo teima entre o bom e o fraquinho.

Como pode um profissional da combustão arbórea, ganhar credibilidade, quando na semana em que planeia um incêndio memorável, há a previsão de chuva!?

Ainda mais quando a Protecção Civil joga a favor com a sua habitual, certificada e já reconhecida desorganização e incompetência.

Por se prever uma época em alta, acredito que, ás suas custas, muitos destes cidadãos tenham feito investimentos, tenham realizado intercâmbios, tenham tido formação em novas tecnologias, organizado cimeiras.

Porque não foram ainda criadas, condições para uma das ocupações mais ilegais, de risco e complicadas deste nosso país?

Que outra ocupação com contornos ilegais, de risco e complicada, merece uma imperativa e peremptória atenção dos órgãos do Estado?

(quem pensou em conselheiro da Presidência da República, pode sair e ter o privilégio de, pelo tempo que desejar, imitar um cão a perseguir um carro sem que, para isso, haja alguém que leve a mal).

Onde vai agora, um empresário do ramo carbonizado, obter o lucro, senão mesmo parte do investimento efectuado, ainda em época baixa?

Onde estão as ajudas do Estado?

E já agora, para quando o reconhecimento das seguradoras?

 

Pior ocupação que esta, só me ocorre a de crítico de cinema.

É desgastante esperar que o animal de estimação faça a borrada na folha de jornal, para saber qual será o filme contemplado com as cinco estrelas.

Eu sei que já viram esta ideia num filme em que o indivíduo espera que um pássaro borre o nome do cavalo premiado de entre vários que estão na folha desportiva de um jornal.

Mas com os pseudo-críticos, passa-se exactamente o mesmo.

A razão por um filme ter mais estrelas, não quer dizer que o pássaro ache que é uma obra-prima. O verdadeiro motivo de tal escolha, é muito simples para uma pessoa minimamente perspicaz.

Isso acontece somente, devido ao facto de o filme ter mais probabilidades de ser uma...boa hipótese do que não deve voltar a ser feito, vá lá..

Não houve nenhum pseudo-crítico até à data, que chegasse a esta conclusão lógica e, de facto, isso não surpreende ninguém.

Também não se deu a mostrar tal conclusão a estes, por se temer um caos na secção dos horóscopos e a tomada de reféns na secção da necrologia.

Em suma, a partir de hoje, e sempre que olharem para a secção dos cinemas, de certeza que confiarão mais na visão do animal de estimação, do que na interpretação do iliterado.

 

Mais traumatizante que ouvir um luso arranhar as duas línguas, depois de dois meses passados em França, é o facto de ainda não terem conseguido fazer a separação do gene que faz com que um homem use uma peça de roupa cor-de-rosa em público.

 

Para terminar, aproveitem bem as noites quentes que se avizinham nos próximos meses e visitem os parques municipais.

Eu costumo fazê-lo, munido únicamente de uma gabardine.

Se forem apanhados, digam que se trata de uma experiência social, para reforçar um estudo europeu.

Se comigo resulta, convosco...não sei...

escrito por centrodasmarradas às 01:14 linque da crónica
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
15
16
17
20
22
24
25
26
27
28
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

os que venderam bem
6 comentários
4 comentários
4 comentários
4 comentários
3 comentários
2 comentários
mais sobre o espécime
saída de emergência
 
patacoadas
..ainda bem. Está na altura de trazer uma garrafa ...
Vinho é muito bom! concordo consigo :D
Esse reality show não teria grande sucesso, pois j...
...e será só ela, Rafeiro? Abraço...
Quando aparece o tipo a dizer porque é que a outra...
...a seu tempo, meu caro. A seu tempo...
...bem relevante!...e as garantias?...ningué...
Eu não sei se devemos dar dinheiro a esses tipos o...
1º Eu respondi a cena do ministro, queres a morada...
Eu juntava era esses criadores de dias mundiais e ...
blogs SAPO